A Branca foi aparecendo dia após dia no terraço dos seus atuais cuidadores, estes, não a conhecendo de alguma família vizinha, foram alimentando-a. Entretanto, mesmo sem lhe conseguir tocar e sem saber se esta se adaptará à vida doméstica, os cuidadores deixam-na entrar na sua casa respeitando o seu tempo e espaço.

Por viverem numa zona onde existem inúmeros gatos de rua e para garantir que não nascem ninhadas indesejadas, os cuidadores procuraram ajuda para a esterilizar.

A Branca foi esterilizada em abril de 2019.

Branca